top of page

Confira as últimas descobertas: Avaliação Psicológica no Trânsito ao longo da última década


transito

Um novo estudo intitulado "Avaliação Psicológica no Trânsito - Produção Científica dos Últimos 10 Anos" analisou o avanço das pesquisas nessa área e revelou insights importantes sobre a relação entre psicologia e tráfego.


O trânsito é um ambiente complexo que pode afetar o bem-estar e a segurança dos indivíduos. A avaliação psicológica desempenha um papel crucial na compreensão dos fatores psicológicos que influenciam o comportamento dos motoristas, bem como na identificação de riscos potenciais.


Os resultados dessa pesquisa revelaram que nos últimos 10 anos houve um aumento significativo de estudos relacionados à avaliação psicológica no trânsito. Os pesquisadores exploraram diversos temas, como estresse no tráfego, personalidade dos condutores, uso de tecnologias no veículo, entre outros. Essa ampla gama de estudos reflete a importância crescente atribuída à compreensão dos aspectos psicológicos do trânsito.


Um dos achados relevantes foi a associação entre traços de personalidade e comportamento no trânsito. Pesquisas mostraram que certas características de personalidade, como impulsividade e agressividade, podem estar relacionadas a comportamentos de risco ao volante. Além disso, o uso de tecnologias no veículo, como telefones celulares, mostrou-se uma preocupação importante, uma vez que a distração causada por esses dispositivos pode levar a acidentes graves.


Outra área de estudo destacada foi o estresse no tráfego. Os pesquisadores investigaram os efeitos do estresse no comportamento dos motoristas, incluindo os níveis de ansiedade e agressividade. Compreender esses aspectos é fundamental para desenvolver estratégias de prevenção e intervenção que visem melhorar a segurança viária.


A pesquisa também abordou a avaliação de habilidades e capacidades dos motoristas, como atenção, percepção e tomada de decisão. Essas habilidades desempenham um papel fundamental na condução segura, e a identificação de déficits nessas áreas pode contribuir para a implementação de programas de treinamento direcionados.


Em suma, a avaliação psicológica no trânsito nos últimos 10 anos tem proporcionado uma compreensão mais aprofundada dos fatores psicológicos que influenciam o comportamento dos motoristas. Essa produção científica é crucial para orientar políticas públicas, programas de treinamento e intervenções que visam promover a segurança viária e o bem-estar dos condutores.




 

Referência:

Fiori, L. G., & Caneda, C. R. G. (2014). Avaliação Psicológica no Trânsito - Produção Científica dos Últimos 10 Anos. Revista de Psicologia da IMED, 6(1), 10-17. ISSN 2175-5027.







23 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page