top of page

Psicologia da Saúde e Hospitalar

Atualizado: 18 de abr. de 2022




Esta especialidade da Psicologia se baseia em um conceito amplo de saúde, conhecido como biopsicossocial. O psicólogo da saúde tem em mente que não existe bem-estar sem que o corpo, o psicológico e as relações (com outras pessoas e o meio em que se vive/transita) estejam equilibrados.


Esta área trabalha com a intervenção nos três níveis:

  1. Básico: Modificação de comportamentos prejudiciais (tabagismo, sedentarismo, etc.) e implementação de atos que promovam a saúde (exercícios físicos, alimentação equilibrada, etc.);

  2. Especialista: Acompanhamento de indivíduos já fragilizados por uma quebra na tríade biopsicossocial de saúde (em clínicas para tratamento psicológico, fisioterapia, tratamento para DSTs, etc.);

  3. Intensivo: Indivíduos com necessidade de acompanhamento em internação, emergência e semelhantes, profundamente acometidos em algum aspecto da tríade.v

Nunca tão interessado nas incoerências físicas da própria doença (que cabe ao foro médico), o psicólogo da saúde estuda e trabalha com: as intercorrências psíquicas que promovem os comportamentos prejudiciais à saúde, modificando-as; com o sofrimento psíquico causado pela doença, internação ou inadequação do seu meio (falta de alimento, de moradia, dificuldade de locomoção, etc.), buscando formas de aliviar essas dores.


O psicólogo desta área pode trabalhar em pesquisas, campanhas, fazer parte da equipe interdisciplinar de hospitais, postos de saúde ou clínicas, entre outros. Pode estar aconselhando um casal que está passando pela primeira gravidez, auxiliando em um projeto que promova a saúde em uma comunidade ou acompanhando o caso de um indivíduo internado. Aqueles que estão em um centro de saúde ou hospital, intervém com pacientes, seus familiares e os profissionais, de forma a promover o bem-estar em todos esses níveis.


A Psicologia Hospitalar, apesar de beber da fonte da Psicologia da Saúde, está restrita a ambientes onde a saúde já está prejudicada. Em contexto hospitalar, o psicólogo faz intervenções em nível secundário e terciário. Ou seja, acompanha pacientes em tratamento especialista ou intensivo, visando promover e/ou recuperar a saúde biopsicossocial.



REFERÊNCIAS

Almeida, R. A. de, & Malagris, L. E. N. (2011). A prática da psicologia da saúde. Revista da SBPH, 14(2), 183–202. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582011000200012> Acessado em 14 de abril de 2022.


Psicologia da saúde e suas possibilidades de atuação. (2021, dezembro 23). Synopsys Editora. Disponível em <https://www.sinopsyseditora.com.br/blog/psicologia-da-saude-e-suas-possibilidades-de-atuacao-525> Acessado em 14 de abril de 2022.


Castro, E. K. de, & Bornholdt, E. (2004). Psicologia da saúde x psicologia hospitalar: definições e possibilidades de inserção profissional. Psicologia Ciência e Profissão, 24(3), 48–57. Disponível em <https://doi.org/10.1590/s1414-98932004000300007> Acessado em 14 de abril de 2022.


113 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page